VPD Nova York
O que fazer

World Trade Center: como visitar o complexo do 11 de Setembro

O 11 de Setembro de 2001 foi um dia marcante para Nova York e para o mundo: o ataque terrorista nas torres gêmeas do World Trade Center. Acho que todo mundo se lembra do que estava fazendo no momento do ataque no WTC, né? Pelo menos todo mundo que tinha idade suficiente em 2001 deve se lembrar.

Foram quase 5 anos de muito cuidado, recuperação do terreno onde aconteceu a tragédia, e embates decidindo o novo projeto que pudesse simbolizar a superação dos americanos diante do atentado. O grande objetivo era expor para o mundo inteiro que eles saíram mais fortes disso tudo e o resultado não poderia ser outro: uma torre ainda maior, mais segura e mais moderna do que as que estavam lá no passado.

Memorial do 11 de Setembro
Memorial do 11 de Setembro

Na verdade o complexo vai muito além da torre, e hoje conta com outros pontos de visita. Os principais são

O primeiro a ficar pronto foi o memorial em 2011, marcando os 10 anos do ataque. O museu foi inaugurado depois, em 2014, e no ano seguinte foi inaugurado o observatório da torre One WTC.

Complexo com o memorial do 11 de Setembro e o One WTC
Complexo do World Trade Center

Naturalmente, o complexo do WTC se tornou um destino popular para quem visita a cidade, seja para prestar homenagem às vítimas do ataque, saber mais sobre o evento ou subir no topo da torre nova, que traz uma das vistas mais impressionantes de Manhattan.

Cada uma dessas atrações tem propostas e requisitos diferentes. Por isso, vou explicar aqui um pouco sobre elas, com links para os posts detalhados sobre cada uma.

Memorial do 11 de Setembro

A primeira e mais rápida de se visitar é o memorial. Ele foi concebido com a ideia de prestar homenagem a todas as vítimas que ali perderam suas vidas nos atentados de 2001 e também nos de 1993. São elas:

  • Pessoas que estavam trabalhando nos prédios;
  • Passageiros e tripulantes dos aviões que atingiram as torres;
  • Bombeiros, policiais e outros mais que atuaram no resgate.

O Memorial é muito importante para os americanos, e por ser um local de respeito é preciso ter solenidade durante a visita. Não é um parque público, um local de confraternização nem de brincadeiras, é um memorial.

Clique aqui para saber mais sobre como visitar o Memorial do 11 de Setembro, incluindo preços, horário de funcionamento e dicas.

Memorial do 11 de Setembro, no WTC
Memorial do 11 de Setembro

Museu do 11 de Setembro

Ao lado do memorial fica a entrada do museu do 11 de Setembro, uma verdadeira aula de história in loco com muitos detalhes, objetos e mídias sobre os ataques terroristas que destruíram as torres gêmeas.

O museu fica no subterrâneo, 7 andares abaixo do memorial, exatamente abaixo de onde ficaram as torres.

É uma experiência incrível e muito impactante. Clique aqui para saber mais sobre como visitar o Museu do 11 de Setembro, incluindo preços, horário de funcionamento e dicas.

Museu do 11 de Setembro no WTC
Parte de baixo do museu

One World Observatory

A última atração do complexo é o observatório, que fica no alto do One WTC, também conhecido como Freedom Tower.

É uma torre imponente, toda espelhada, que pode ser facilmente vista de diversos pontos de Manhattan. O observatório, localizado no 102º andar, traz uma vista diferente de outros observatórios da cidade.

Vista do One World Observatory
Vista super boa com o céu limpinho!

Não acho que seja exatamente a visão de cima mais tradicional de Nova York, por faltar alguns elementos ícones na paisagem de Manhattan: não dá pra ver o Central Park nem o Empire State Building. Mas ainda assim, o passeio é cheio de atrativos super interessantes como o elevador, que traz uma surpresa na chegada ao topo.

Clique aqui para saber mais sobre como visitar o One World Observatory, incluindo preços, horário de funcionamento e dicas.

Vista do One World Observatory, no WTC
O WTC tem uma das vistas mais altas e impressionantes de NY

Independentemente de você visitar parte ou todas as atrações do WTC, este marco já se tornou um dos mais importantes da cidade. Espero que as dicas te ajudem a entender como funciona cada uma delas, e quais valem a pena encaixar na sua programação!